1ª FASE: Levantamento do estado de conservação, análise da variabilidade e cultivo experimental do Pau-brasil, Paubrasilia echinata, em três estados do Nordeste do Brasil

Durante a primeira fase do Projeto (2011 – 2013) identificaram-se os remanescentes de Mata Atlântica nos estados de PE, PB e RN onde há presença de Pau-brasil. Contudo, o número de remanescentes constado foi baixo, demonstrando a ocorrência limitada da espécie na região e a necessidade de reintrodução para manutenção da vegetação natural. Neste sentido a meta foi promover a reintrodução de Pau-brasil em fragmentos naturais de Mata Atlântica na área de ocorrência natural. Foram então implementados três plantios experimentais homogêneos de aproximadamente um hectare cada.

 

2ª FASE: Reintrodução e promoção do Pau-brasil, (Paubrasilia echinata) em três estados do Nordeste do Brasil

 

Na segunda fase do projeto (2011- 2016), a proposta é manter e monitorar os plantios promovendo atividades como: combate às formigas, limpeza, coroamento e adubação e as medições semestrais da taxa de sobrevivência, ritmo de crescimento em altura das árvores e diâmetro. Esses plantios também são aproveitados para realização de visitas educativas e de campo entre pequenos produtores, moradores de assentamentos, cooperativas agrícolas, organizações comunitárias, prefeituras, etc.

 

As ações visam promover a realização de plantios comerciais heterogêneos (plantios mistos de várias espécies nativas) e SAFs (Sistemas Agroflorestais) nos três estados. As atividades incluem a seleção de comunidades e produtores rurais promissores, a produção de mudas e a realização dos plantios. Todos os projetos de plantio serão registrados nos órgãos ambientais competentes (CPRH-PE, IDEMA-RN, SUDEMA-PB).

Neste processo será desenvolvida simultaneamente a articulação com iniciativas de conservação e plantio de Pau-brasil em outros estados do Brasil e com o Programa Nacional de Conservação do Pau-brasil. O Projeto planeja a realização de workshops e reuniões técnicas juntamente com os parceiros de forma a dar continuidade ao Workshop realizado em Recife em 2013 e à reunião técnica de João Pessoa em 2012. Esses eventos permitirão uma avaliação regular do avanço do Projeto e podem garantir uma articulação adequada e o envolvimento eficiente de todos os envolvidos no grupo.                   

APNE - Associação Plantas do Nordeste 

Rua Dr. Nina Rodrigues, 265 - Iputinga - Recife - Pernambuco | CEP: 50.731-280 | 00 55 (81) 3271.4256

  • facebook-square