Implementação de manejo florestal comunitário e familiar na Mesorregião da Chapada do Araripe

 

Prazo original: maio 2012 – maio 2014

Termo aditivo: maio 2014 – maio 2015

 

ObjetivoObjetivo

 

O objetivo do Projeto é a implementação de ações de manejo florestal sustentável da caatinga em projetos de assentamento na mesorregião da Chapada do Araripe por meio de capacitação e assistência técnica especializada para elaboração de Planos de Manejo e Planos de Negócios e o apoio na implementação dos Planos de Manejo Florestal Sustentáveis (PMFS).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Meta 1. Gestão Institucional e Estratégica do Projeto

Implementação do GAT – Grupo Assessor Técnico

Meta 2. Capacitação para o manejo florestal comunitário e familiar

Difusão e comunicação:

 

  • 3 boletins informativos

  • Difusão do projeto em blogs, rádios, jornais impressos e em portais de meio ambiente, sustentabilidade, semiárido.

800 cartilhas “Manejo Florestal da Caatinga e Convivência com o Semiárido”

 

01 Vídeo didático em 5 capítulos tratando da implementação de manejo florestal da caatinga.

 

Cursos de capacitação em convivência com o semiárido.

Cursos de Capacitação em Manejo Florestal

Identificação e seleção de PA potenciais:

Meta3. Elaboração de PMFS e planos de negócios para produtos florestais e Planos de negócios para produtos florestais

Cenário dos PAs confirmados para a implementação dos PMFS

Com a aprovação dos Planos de Manejo estão sendo elaborados os Planos de Negócios dos PA com autorização para exploração e previsão de comercialização da produção.

 

Até o momento foram concluídos 03 planos de negócio.

 

 

Meta 04. Implementação de planos de manejo florestal sustentável (PMFS) e planos de negócio

 

Mensalmente é realizada uma visita de assistência técnica em cada assentamento contemplado no Projeto visando tirar dúvidas sobre o manejo florestal, monitorar a execução do manejo, informar sobre o andamento dos processos nos diversos órgãos, apoiar a comercialização, apoiar a certificação digital, entre outros.

 

Em breve será elaborado o Relatório Anual do Plano de Manejo do PA Baixa Grande que já iniciará a exploração do 2º talhão.

 

Impactos positivos

 

  • as novas condições que as propriedades estão passando de adequação ambiental com a implementação do manejo. Os impactos ambientais são positivos tendo como referência a área total das propriedades que é de aproximadamente 53.500 ha que estarão passando por esse processo de adequação, definindo: APP, Reserva Legal (~12.200 ha), área de agricultura, área de manejo florestal, entre outras.

 

  • os impactos sociais através do envolvimento de aproximadamente 1.100 famílias (~5.000 pessoas) beneficiadas direta ou indiretamente com o manejo florestal. Há uma quantidade de mão-de-obra muito grande por trás desse quantitativo de famílias que potencialmente podem gerar emprego dentro da sua propriedade e melhores condições de vida.

Registro Fotográfico

Acesse o Banco de Imagens
Acesse o Banco de Imagens
Acesse o Banco de Imagens

Confira Mais Fotos

APNE - Associação Plantas do Nordeste 

Rua Dr. Nina Rodrigues, 265 - Iputinga - Recife - Pernambuco | CEP: 50.731-280 | 00 55 (81) 3271.4256

  • facebook-square